O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

11ª Conferência Municipal de Assistência Social de BH conta participação da Pastoral da Mulher

Viviane Nunes representou a Unidade Oblata.

Na sexta-feira, (21/08), aconteceu a abertura da 11ª Conferência Municipal de Assistência Social de Belo Horizonte, no Dayrell Hotel (Rua Espírito Santo, 901), Centro da capital mineira.

O evento que contou com a participação de centenas de pessoas, contou também com a participação de Viviane Nunes, representando a Pastoral da Mulher de Belo Horizonte, Unidade Oblata no Estado de Minas Gerais, nos dois dias (21 e 22/08), da Conferência Municipal de Assistência Social de Belo Horizonte.

As discussões em torno do tema da conferência - Consolidar o Suas de vez, rumo a 2026 – aconteceram com as deliberações que serão levadas às conferências regionais Metropolitana e do Vale do Aço e à Conferência Estadual de Assistência Social.

Presente à solenidade de abertura da conferência municipal, o secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, André Quintão, afirmou estar “particularmente feliz, porque, há 20 anos, coordenava a implantação de Lei Orgânica da Assistência Social (Loas) em Belo Horizonte, como secretário de Desenvolvimento Social no Governo Patrus Ananias, tendo a honra de coordenar a 1ª Conferência Municipal de Assistência Social de Belo Horizonte. De lá para cá, através do Sistema Único da Assistência Social (Suas), essa política avançou nacionalmente e hoje os vários municípios de Minas Gerais, e do Brasil, têm a parceria com o Governo Federal”.  Agora, com o Governo Fernando Pimentel, “à frente da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), estamos pagando rigorosamente em dia o Piso Mineiro da Assistência Social, assumindo a Proteção Social Especial, abraçando a qualificação e capacitação de gestores e trabalhadores. Portanto, queremos continuar e aprofundar parcerias com Belo Horizonte”.

 A secretária-adjunta da Sedese, Rosilene Rocha, acentuou que “entre as principais diretrizes do governador Pimentel estão as determinações de que nosso trabalho seja territorializado e com muita participação popular. Quanto mais dialogarmos com a sociedade, melhores resultados conquistaremos”.

 “Se tem uma coisa que temos que fazer nos próximos 10 anos é acabar com o preconceito contra os beneficiários do Sistema Único de Assistência Social (Suas)", afirmou, também na abertura da conferência, a vice-presidente do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas-MG), Simone Albuquerque. Ela lembrou que, há 15 anos, o Suas começou a ser elaborado na capital mineira. “O Suas, antes de ser brasileiro, é de Belo Horizonte”, frisou Simone Albuquerque.

 Um dos pontos altos do primeiro dia da 11ª Conferência de Assistência Social de Belo Horizonte foi o apelo que o vereador pela capital, Pedro Patrus, fez ao Executivo Municipal para que retire da pauta de apreciação da Câmara o Projeto de Lei 1.581\2015, que institui serviços autônomos de assistência social em Belo Horizonte. Patrus solicitou ao Executivo que, antes de remeter o projeto à Câmara, permita que ele seja discutido com todos os interessados.

Junto com o vereador, para que o projeto seja retirado da pauta da Câmara e discutido com usuários, fizeram coro: os servidores e gestores do Suas, a secretária-adjunta de Trabalho e Assistência Social de Minas Gerais, Rosilene Rocha; a representante do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Michele Valente; entre outras autoridades presentes à solenidade de abertura da conferência.


Fonte: Fonte: http://www.social.mg.gov.br/

Voltar 


julho 2018
 DSTQQSS
S1234567
S891011121314
S15161718192021
S22232425262728
S293031    









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069