O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Representante da Pastoral da Mulher de BH é eleita para o Conselho municipal dos Direitos da Mulher

Isabel Brandão foi eleita Conselheira.

No último dia 18 de maio aconteceu a eleição das representantes de entidades, organizações não governamentais e demais movimentos da sociedade civil para a 8ª gestão do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Belo Horizonte – CMDM/BH, correspondente ao mandato de 2016 a 2018. A Pastoral da Mulher de BH, Unidade Oblata em Minas Gerais, indicou Isabel Brandão, como candidata para ser conselheira, tendo como suplente, a Ir. Ivoni Grando – OSR, e foram vitoriosas.

 A Assembleia Geral de Eleição das Representantes da Sociedade Civil no CMDM/BH aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Políticas Sociais. Acompanharam este ato, representando à Pastoral de BH, além das mencionadas candidatas a conselheira, titular e suplente, também estavam Débora Campos, Ir. Leonira Camata e Ir. Priscila Fernandes, todas três como representantes votantes.

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (COMDIM), é um espaço conquistado pela luta das mulheres e criado no município de Belo Horizonte pela Lei Nº 6.948 de 14 de setembro de 1995. É um órgão de caráter consultivo, composto paritariamente por 32 (trinta e duas) conselheiras titulares e suas respectivas suplentes, representantes do Governo Municipal e da Sociedade Civil Organizada, que exercem a função de Conselheiras de Direitos. Podiam concorrer no Processo Eleitoral entidades, organizações não governamentais e demais movimentos sociais da sociedade civil organizada que atuam no campo da promoção, defesa e garantia dos direitos das mulheres, no âmbito do Município de Belo Horizonte.

O Conselho tem como finalidade atuar como órgão colegiado de caráter deliberativo, consultivo, formulador e fiscalizador das políticas públicas voltadas para a efetivação dos direitos das mulheres.


Fonte: Pastoral da Mulher de Belo Horizonte

Voltar 


abril 2018
 DSTQQSS
S1234567
S891011121314
S15161718192021
S22232425262728
S2930     









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069