O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Pastoral da Mulher de BH lança vídeo documentário próximo dia 14 de Junho

O filme aborda a trajetória de mulheres inseridas no contexto da prostuição.

No próximo dia 14 de junho, a partir das 20h30, no Espaço Centoequatro, no centro da capital belo-horizontina, a Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - Unidade Oblata em Minas Gerais, fará o lançamento oficial do documentário "O que a vida fez da gente e o que a gente fez da vida", produzido em 2014, dentro do Projeto “Diálogos pela liberdade”, e aborda a trajetória de mulheres guerreiras que exerceram ou exercem a prostituição.  

"O que a vida fez da gente e o que a gente fez da vida” é um vídeo-documentário sobre a problemática da prostituição e sua influência na vida de mulheres atendidas pela Pastoral da Mulher de BH, bem como sua relação com a exploração sexual. No documentário é tratado, também, o fenômeno do tráfico de seres humanos. Tem também como objetivo, entender a vulnerabilidade social, cultural e econômica como fator influenciador no desenvolvimento das formas de exploração, abordando também as possibilidades de enfrentamento e sensibilização. Por meio das histórias de vida das entrevistadas, que estão (ou já estiveram) no exercício da prostituição, busca-se revelar o outro lado além de estereótipos, preconceitos e julgamentos, as saídas encontradas e o reflexo da prostituição em suas vidas.

O filme foi legendado para o Espanhol e Inglês, com a finalidade de que possa ser de utilidade para o conjunto de Projetos Oblatas espalhados por mais de 16 países.

Depois da exibição do Documentário, dirigido por Nélio Souto, haverá uma mesa redonda com o tema ”Violação de direitos humanos e estigma na prostituição feminina”, com a participação de Regina Medeiros, Isabel Brandão e Fernanda Soares, entre outras.

Regina Medeiros - Doutora em Antropologia Social e cultural pela Universitat Rovira i Virgili em Espanha.  Sua tese: “Hablan las putas: sobre prácticas sexuales preservativos y Sida en el mundo de la prostitución”. Professora do Departamento de Ciências Sociais da PUC Minas.

Fernanda Soares é fundadora da Conectidea e idealizadora do Projeto Why Menina. Empreendedora, articuladora social e Relações Públicas especialista em Mídias Sociais e Gestão da Comunicação Digital. Ativista pelos direitos humanos e atuante na comunicação do Terceiro Setor.

Isabel Brandão é Psicóloga, com Pós-Graduação em Análise Institucional, Esquizoanálise e Esquizodrama. Trabalha desde 2008 na Pastoral da Mulher de BH.

 

ESPAÇO CENTOEQUATRO

O CentoeQuatro surge com as portas abertas a ocupação artística, ao debate e formação. No espaço, entram em foco a geração de conteúdo interdisciplinar, difusão da arte e a democratização do acesso ao conhecimento e aos bens culturais.

Mutável e multiuso, o CentoeQuatro é, ao mesmo tempo, café, cinema e galeria. Assume uma programação de duas vias, com projetos próprios e intervenções propostas por organizações, coletivos e indivíduos comprometidos com a cultura e com a produção artístico-intelectual

 Os filmes em cartaz, em sua maioria, são de origem brasileira. Isso representa a proposta de popularizar e colocar em evidência a produção audiovisual nacional.



Fonte: Pastoral da Mulher de Belo Horizonte

Voltar 


junho 2018
 DSTQQSS
S     12
S3456789
S10111213141516
S17181920212223
S24252627282930









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069