O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Força Feminina realiza 1º Seminário das Cirandas Parceiras

A Importância da Rede de Articulação Socioassistencial para o enfrentamento à Violação dos direitos das Mulheres.

Visando a ampliação e sensibilização do conhecimento público acerca da realidade da mulher em situação de prostituição e a incorporação dos temas relativos à defesa e garantia dos direitos das mulheres, o Projeto Força Feminina promoveu o 1º Seminário de Cirandas Parceiras com o tema: “A Importância da Rede de Articulação Socioassistencial para o enfrentamento à Violação dos direitos das Mulheres”. O evento foi realizado no dia 21 de outubro de 2016, no Centro Cultural da Câmara Municipal de Salvador, com a presença de parceiros da rede de articulação; estudantes de universidades e faculdades públicas e privadas de Salvador; e mulheres atendidas pelo projeto.


A abertura do seminário contou com a participação da secretária da SPM, Olívia Santana, que externou a importância do trabalho em rede e as ações desenvolvidas pela Secretaria para o enfretamento à violação de direitos das mulheres em situação de vulnerabilidade.


 

Foram apresentados três painéis:

Pela manhã o 1º Painel com o tema: “Articulações socioassistenciais nas unidades de representação das mulheres em situação de prostituição”, com a participação de representantes das unidades do Instituto Oblata: Railane Delmondes – Juazeiro/BA, Lucinete dos Santos – Belo Horizonte/MG e Alessandra Gomes – Salvador/BA. Elas refletiram sobre as demandas socioassistenciais (jurídico, social, saúde) que são apresentadas diariamente nos projetos, além de explanarem os trabalhos que são realizados para o enfretamento à violação de direitos das mulheres e o enfretamento da violência contra a mulher.

 

Para finalizar esse painel, convidamos a Defensora Roberta Chaves Braga - Titular Da 1ª Vara de Violência Doméstica (NUDEM - Núcleo Especial de Defesa dos Direitos da Mulher). Ela trouxe informações acerca das ações desenvolvidas e a importância da articulação com outros espaços públicos e sociais para a concretização deste trabalho.

 

No turno da tarde foram explanados dois (2) painéis:

2º Painel – Justiça e Gênero, a Dr. Márcia Tavares refletiu acerca dos trabalhos que desenvolve como pesquisadora. São estudos voltados para as relações de gênero, práticas e representações sociais, família; gestão, monitoramento e avaliação de políticas públicas, mais especificamente, a política de gênero, de enfrentamento à violência contra a mulher e de assistência social.

 

Nesse mesmo painel a Subcomandante Ana Paula Costa, da Ronda Maria da Penha, relatou o trabalho que é desenvolvido por esse equipamento que “prevê cooperação mútua entre os órgãos envolvidos para promover a capacitação de policiais militares que executarão a ronda, além da qualificação dos serviços de atendimento; apoio e orientação nas ocorrências policiais envolvendo mulheres vítimas de violência doméstica para prevenir e reprimir atos de violações de dignidade do gênero feminino no enfrentamento à violência doméstica e familiar; garantir o cumprimento das Medidas Protetivas de Urgência; a dissuasão e repressão ao descumprimento de ordem judicial; e o encaminhamento das vítimas à Rede de Atendimento à Mulher vítima de violência doméstica no âmbito municipal ou estadual.

 

No 3º Painel - Políticas Públicas para as mulheres - Márcia Alice Bittencourt, coordenadora de Enfretamento à Violência Contra Mulher da SPM, comentou o trabalho que é desenvolvido pela Secretaria e as redes de parceiros que trabalham em prol do desenvolvimento de ações voltadas para o público com qualidade.



 

Um show repleto de relíquias e emoção. Uma sonoridade tranquila, foi assim o encerramento do seminário. Com as meninas do “Samba das águas” que levam esse nome pela filiação com as águas e o gosto por cantar sambas de melodias marcantes, além de uma homenagem às origens históricas da música brasileira através dos seus ancestrais. 

 

Fazendo alusão ao Outubro Rosa, foram distribuídos laços cor de rosa e informativos referentes à luta e prevenção ao Câncer de Mama.

 

Acreditamos que um evento como esse sintetiza todo o esforço de profissionais que fazem diariamente do seu trabalho uma missão; que se dispõe a colaborar com a melhoria do outro e que entendem que sozinhos não conseguimos dar passos.

 

Parceiros estiveram presentes durante o ano para colaborar com as ações do PFF nesta luta que é complexa, mas gratificante, pois conseguimos perceber pequenas mudanças no nosso público atendido, mas, acima de tudo,  em cada profissional que escolhe a área do social. Isso é necessário para o crescimento do outro, mas principalmente para o nosso crescimento pessoal.

Dizia Fernando Pessoa: Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver. Apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da sua própria história”.

 

Fonte: Projeto Oblata Força Feminina

Voltar 


novembro 2018
 DSTQQSS
S    123
S45678910
S11121314151617
S18192021222324
S252627282930 









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069