O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Estudos prévios e reflexões sobre os direitos das mulheres que exercem a prostituição

Segundo dia do Encontro Formativo da Rede Oblata.

No dia 12 de setembro, realizamos o segundo dia do Encontro Formativo da Rede Oblata.

Tivemos a apresentação de estudos prévios sobre os direitos das mulheres que exercem a prostituição, com reflexões organizadas pelos nossos projetos de missão, bem como a atual conjuntura do Brasil e sua influência na realidade das mulheres que atendemos. Como Rede, tivemos a oportunidade de ouvir e nos encontrar nas convergências e divergências de nossa caminhada nos quatro países da Província Santíssimo Redentor: Brasil, Angola, Uruguai e Argentina.

O cenário político do Brasil e os direitos humanos foram temas presentes nas dinâmicas de espiritualidade e debates.

“Hoje, percebemos que precisamos trabalhar muito mais a questão dos direitos humanos, pois a miséria das mulheres voltou a bater na porta dos nossos projetos.” Iana Joane (Pastoral da Mulher de Juazeiro/BA)

Seguindo com a formação, recebemos a advogada Bárbara Lobo para falar sobre "Trabalho sexual – Direito, visibilidade e reconhecimento", que proporcionou a atualização da equipe em termos de direitos civis, regulamentação da prostituição, alternativas para construção conjunta, contradições das leis, aprofundamento sobre os conceitos de prostituição e exploração sexual, perspectivas sobre o entendimento da CBO - Classificação Brasileira de Ocupações, disponibilizada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, na qual se inclui a categoria “Profissional do sexo”.

Retomando o conteúdo do dia, o assessor Daniel Rech reforçou que o ponto comum do discurso e reflexões da Rede Oblata, expostos durante este segundo dia de encontro, é o compromisso com os direitos das mulheres e a dedicação envolvida no trabalho em prol da justiça social.









Voltar 


maio 2018
 DSTQQSS
S  12345
S6789101112
S13141516171819
S20212223242526
S2728293031  









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069